Domingo, 27 de Fevereiro de 2005

Morreu o fundador da Amnistia Internacional

peterbenenson.jpg
peter benenson

O fundador da Amnistia Internacional, Peter Benenson, morreu na sexta-feira à noite, no Hospital John Radcliffe, em Oxford. Tinha 83 anos. Benenson fundou a organização em 1961, quando tinha 40 anos, depois de ter lido um artigo que relatava a detenção de dois estudantes que tinham feito um brinde à liberdade num café de Lisboa.
A Amnistia, actualmente com 1,8 milhões de membros, é a mais importante organização independente de defesa dos direitos humanos.
«Ele levou a luz às prisões, denunciou o horror das câmaras de tortura e a tragédia dos campos da morte pelo mundo», disse Irene Khan, secretária-geral da organização em comunicado. «Foi um homem cuja consciência brilhou num mundo cruel e terrível, que acreditava no poder das pessoas simples fazerem mudanças extraordinárias e, ao criar a Amnistia Internacional, deu a cada um de nós a oportunidade de mudar as coisas. Em 1961, a sua visão deu origem ao activismo em favor dos direitos humanos. Em 2005, deixa atrás de si um movimento mundial em favor dos direitos humanos que não morrerá jamais», acrescentou.
O seu sentido contestatário notou-se desde muito cedo. Quando estudou em Eton, a escola da elite britânica, escrevia ao director a queixar-se da má qualidade das refeições da cantina.
Nascido a 31 de Julho de 1921, filho mais novo de um banqueiro judeu de origem russa, Peter Benenson morreu resistindo às sucessivas tentativas dos sucessivos governos britânicos de o condecorarem. Respondeu sempre com um extenso enunciado das violações da Inglaterra aos direitos humanos.

http://web.amnesty.org/library/index/engorg100012005
http://www.amnistia-internacional.pt/sobre_ai/dudh/dudh1.php

fernando

publicado por ... às 03:30
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 28 de Março de 2005 às 04:35
escreves muitíssimo bem. quem és tu? gostava de te conhecer. beijos. ludmila joana ludmila
</a>
(mailto:joana_l@yahoo.com)


De jueguitos a 14 de Julho de 2008 às 02:05
.


Comentar post