Quinta-feira, 3 de Fevereiro de 2005

Freitas do Amaral ou o oportunismo

É engraçada a forma como o PS tenta enquadrar Freitas do Amaral no seu seio ou, como agora se vai dizendo, no seu colo. No entanto, o homem, porque é uma pessoa, não me parece ser aquilo a que se convencionou chamar de "puta política". Nunca se deve reforçar uma ideia. A política por natureza é corrupção. Apesar da grande tentativa de Platão na República, nunca os políticos pensaram e nunca foram filósofos. É natural que o pântano, que Guterres nomeou sem descrever, exista. Freitas do Amaral parece ter feito recentemente, o prefácio de um livro de Garcia Pereira, sendo convidado a aparecer posteriormente no seu lançamento ao lado do fundador do MRPP, Arnaldo de Matos. Não é normal. Ou por outra, não devia ser. Parece ser tudo circunstancial. O Homem já não é ele mesmo. Aliás nunca foi. Nem sequer ele mesmo e a sua circunstância. Pura e simplesmente, o Homem já não sabe o que é. É só a circunstância. Comporta-se como um náufrago que se agarra até à atmosfera para se manter vivo.
Este é de facto um mundo pós-moderno. As ideias morreram, e as palavras já não querem dizer nada. Bem, gostaria ainda de acreditar que há qualquer coisa ainda no marxismo, e na esquerda em geral, que ainda existe e permanece ainda actual, e não é isto.

fernando

publicado por ... às 18:42
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 8 de Março de 2005 às 04:16
http://jornal.publico.pt/noticias.asp?a=2005&m=03&d=07&id=10177&sid=1087Karl Belial
(http://aspalavraslivresdapoesia.blogspot.com)
(mailto:caos_e_amor@hotmail.com)


De Anónimo a 6 de Março de 2005 às 01:19
O novo Governo tem muito mais por onde se limpar do que por onde se sujar. Pelo menos antes da tomada de posse. Não creio que António Vitorino, que até é o autor do programa de Governo, tenha medo de se envolver numa política que ele mesmo desenhou. Poderá, e estou certa de que assim é, ter outros planos...Mente Despenteada
(http://mentedespenteada.blogs.sapo.pt)
(mailto:carlapteixeira@hotmail.com)


De Anónimo a 5 de Março de 2005 às 00:33
ora aí está: temos ministro! mas não nos devemos surpreender. uma maioria de direita é o que temos. basta ver as finanças e a economia, mais a tralha que no culmina no alberto martins e no correia de campos. enfim... não se augura nada de bom! resta saber porque não se quis sujar vitorino... dá que pensar.adriana
</a>
(mailto:adrianacurado@gmail.com)


Comentar post